28 junho 2013

>Os estádios brasileiros e o Império Romano

Imagem da Net
No tempo do Império Romano, o rei Vespasiano, resolveu construir uma obra monumental, assim surgiu o Coliseu de Roma era, segundo a história, um imperador eficiente que melhorou as finanças do império. Arrecadou fundos suficientes para construção daquela obra faraônica, era uma maneira de satisfazer as construtoras daquela época. Vespasiano não terminou a obra, morreu antes, a incumbência de terminar a mesma ficou a cargo do seu filho Tito.

Aqui estamos a espera da Copa do Mundo de 2014, no Brasil, onde o governo está desembolsando bilhões de reais na construção de vários estádios de futebol depois da copa, no mínimo, vão ficar abandonados, espero estar errado, enquanto a saúde, a educação e a segurança ficam relegadas pedindo socorro, enquanto a população sofre com a falta de médicos, a educação com falta de professores, e os que tem trabalha sem nenhuma motivação.
 
Todo esse montante de dinheiro se fosse investido nas áreas mais necessitadas, grande parte dos problemas seriam resolvidos. Imagina se todos os bilhões investidos fossem aplicados na construção de hospitais, escolas, estradas, e claro nos profissionais dessas áreas. Acredito que os gastos com esse evento será muito maior que o retorno financeiro.  As obras dos estádios, a maioria delas, triplicaram o valor inicial.


Qualquer semelhança com a historia do Coliseu de Roma é mera coincidência. Só estamos em séculos diferentes e o esporte também é outro. Naquela época, enquanto o povo assistia aos espetáculos sangrentos entre os gladiadores esquecia a falta de alimentos. (Deem pão e circo ao povo e ele esquece). Nos estádios brasileiros quem vai rolar é a bola e, atrás dela teremos 22 homens muito bem pagos correndo, diferentemente daqueles que lutavam até a morte para uma plateia faminta. Aqui, enquanto assistem as partidas os contribuintes estarão enchendo cada vez mais os bolsos dos corruptos. 

(a) J Araújo

10 comentários:

  1. Investir em educação é um investimento q só dará retorno num futuro distante, enqto investir em obras é um retorno imediato, pois alimenta a rede de corrupção q sustenta nosso sistema político, não importa qual o partido q esteja no poder. Abçs.

    ResponderExcluir
  2. Uma realidade inimaginável quanto às consequências de poucas horas de gritos, torcidas, euforias que depois do jogo, os profissionais com seus 'ricos salários, premiações e caches' voarão para suas mansões... enquanto o povo, feito sardinha em lata, em transporte coletivo, retornarão à sua realidade de sacrifícios onde 'tudo falta'... Falta também o bom senso, a gestão eficaz dos nossos governantes, na aplicação dos recursos públicos, que saíram dos nossos bolsos! Total incoerência!
    Abraço,
    Célia.

    ResponderExcluir
  3. oLA J. Araujo, vim lhe agradecer as palavras e a visita, seja muito bem vindo.
    Gostei do seu blog. Vou lhe acompanhando.
    Tenha um excelente final de semana.
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  4. Gostei do texto e do contexto!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Boa noite, Sr Araujo,

    Eu já li, e agora reli seu texto, porque por coincidência a esposa de meu querido pai me ligou e ficamos apenas duas horas conversando por telefone!

    Falávamos sobre os acontecimentos que acometem o mundo, e a relevância deles diante de nossas crianças como futuros homens que estarão a frente de todo o nosso País futuramente.

    Ela me disse: "O anjo do Senhor, se acampa ao lado daqueles que o temem", e de fato o que está faltando para o mundo é DEUS.

    Não é possível que homens que tem nas mãos o PODER e oportunidades de um OLHAR HUMANIZADO, tenham a coragem de gastar mais de 90 bilhões de reais, em construções de estádios de futebol.

    Esses 22 jogadores que estarão correndo atrás da bola são muito bem pagos sim, e também fazem parte dos bilionários que não se importam com a população, querem apenas "grana e aplausos".

    Na revista VEJA teve uma matéria a respeito de Ronaldo, o fenômeno, e a campanha que ele fez na Rede Globo para EMAGRECER com DIETA SAUDÁVEL E EXERCÍCIOS FÍSICOS, não acessíveis aos brasileiros comuns como nós,mas que lhe valeu milhões de reais em suas contas bancárias.

    O nosso hospital está um caos, uma reforma que não termina nunca, consome muito dinheiro, e com certeza tem muita gente levando lucro.

    Não temos leitos nas enfermarias, pacientes cirúrgicos ficam se recuperando no próprio Centro Cirúrgico, onde não é possível fornecer ALIMENTAÇÃO, nem ao menos ÁGUA. Isso porque não tem leito para recebê-lo após alta médica da SALA DE RECUPERAÇÃO ANESTÉSICA, onde eles ficam mais ou menos uma hora e meia, dependendo da gravidade da cirurgia.

    O Pronto Socorro não tem ESPAÇO FÍSICO PARA A DEMANDA de urgência e emergência. A Sala de Medicação é uma vergonha! Sem espaço, sem material adequado, tudo quebrado, sujo, consultórios mal conservados, sem higiene adequada.

    As escolas estão sem livros para os alunos, a merenda está em sua maioria estragada com data de validade vencida.

    Os professores não tem condições de dar aulas porque os alunos de nível secundário já não os respeitam mais, chegando mesmo a agressão física.

    Infelizmente quem viver verá o caos do fim do mundo.

    Eu estou a passos curtos ainda, aprendendo a agradecer a Deus pelo que fui, tenho, e pela saúde que deu ao meu pai querido até hoje, embora esteja muito enfraquecido (mas mesmo assim subiu no telhado).

    Não querendo fugir ao conteúdo do texto, apenas considero ponderadas suas citações diante dos momentos que estamos vivenciando no mundo de uma maneira geral.

    Parabéns pelos seus textos muito bem colocados.

    Sonia Sidney.,

    ResponderExcluir
  6. Excelente post a unica coisa é que o povo concordou com isso, deveriam ter ido as ruas na época em que ainda estava sendo cogitado estes gastos faraônicos, mas antes tarde do que nunca, só espero que as reivindicações não percam o foco e que os baderneiros tomem conta e as pessoas de bem desistiam de lutar.

    ResponderExcluir
  7. Obrigado amigo J. Araújo, pela sua visita. Tem aqui um excelente espaço de notícias. Onde muitos assuntos relatados podemos encontrar. Pois é amigo J. Araújo, aí no Brasil e aqui em Portugal, os governantes dão prioridade ao que menos falta faz. Gastam milhões em proveito só de alguns. Quem para eles trabalha passa fome. O povo quando protesta e pede pão, leva porrada, porque dizem os governantes são protestos sem razão! Não quero com isto dizer dizer que estou contra o desporto rei. Estou sim contra quem gasta o dinheiro dos contribuintes em proveito daqueles que menos falta têm! Bom fim de semana e um abraço. Eduardo.

    ResponderExcluir
  8. Hola J - Araujo!!!

    Bravo bravo. Mi felicitación, por este texto importante y necesario: ¡Deberían ser muchas las voces que griten un vasta ya! Políticos corruptos, que sólo ven su bolsillo sin mirar a los que están padeciendo mil miserias y algo más.

    ResponderExcluir
  9. Ótimo e muito oportuno texto. Gostei!

    ResponderExcluir
  10. Verdade, post real, mas agora parece que é tarde, pelo menos nesse quesito estádios e Copa, ainda sem esquecer que as Olimpíadas também serão aqui, pois é amigo, é como construir a casa sem recursos ou reformá-la sem contar com os imprevistos nos gastos.
    As consequências ainda não estão totalmente vistas, o povo está indo às ruas, isso pode sim mudar o panorama político que estamos cansados de ver!
    Mudanças demoram, eis a realidade do quadro!
    Gostei do texto, é bem assim, quem conhece História sabe que tudo continua do mesmo jeito, somente mudam,lugares e épocas!
    Abraços!

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos ou considerados preconceituosos não serão publicados. Este espaço presa pelo respeito às diversidades, porém se mantém o direito de publicar ou não opiniões que venham a ofender a honra de qualquer pessoa que seja. De acordo com interpretações legais o administrador desse blog responde solidariamente pelos comentários aqui publicados.

Postagem em destaque

>Os vândalos e as mentiras dos nossos políticos

Uma folheada no jornal  de hoje fiquei indignado com algumas noticias. Uma delas dava conta do ataque de vândalos a dez ônibus do transp...