Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2010

>Moedas brasileiras

Imagem
O primeiro dinheiro do Brasil foi a moeda-mercadoria. Durante muito tempo, o comércio da terra foi feito por meio da troca de mercadorias, mesmo após a introdução da moeda de metal. 20.000 Réis Abaixo moeda de ouro cunhada em 1896, com armas e legendas adequadas ao regime republicano. A cunhagem de peças de ouro foi feita apenas até 1922, pois os valores maiores passaram a ser cédulas.

As primeiras moedas metálicas - de ouro, prata e cobre – chegaram com o início da colonização portuguesa. A unidade monetária de Portugal, o REAL, foi usada no Brasil durante todo o período colonial. Assim, tudo se contava em réis – plural popular de real – com moedas fabricadas em Portugal e no Brasil.

As casas fabricantes de moedas foram aqui criadas à medida que os lugares iam desenvolvendo-se e necessitavam de dinheiro.

A primeira foi a Casa da Moeda da Bahia, seguida pelas do Rio de Janeiro, Pernambuco e Minas Gerais.

O Governo Provisório republicano também permitiu que alguns bancos emitissem cédu…

>O destino do país na ponta dos dedos

Imagem
webEstamos há menos de três meses para a escolha do novo Presidente da República, governadores, deputados estaduais, deputados federal e senadores. Nos mais de 5 mil municípios de todo o Brasil todos os brasileiros estão convocados, porque infelizmente aqui nesse país o voto não é facultativo, mas sim, obrigatório. Ler mais...

>Pedágios, a galinha dos ovos de ouro

Imagem
Imagens da webEm uma olhada rápida pelas manchetes dos jornais dá para perceber o quanto nós brasileiros estamos cercados; quando não é a questão da violência física temos que conviver também com a violência financeira. Veja as manchetes!

• A tragédia por um fio (fala do perigo da linha de pipas com cerol)
Transporte: um crime por dia (sobre a violência no transporte coletivo)
Gasto com pedágio ‘bate’ desembolso com combustível (o vilão aqui são os pedagios nas rodovias paulistas)

Mesmo que proibido, o uso de cerol em linhas para empinar pipas e papagaios é uma prática comum em bairros das cidades. O problema se agrava nas férias de julho e a chegada da temporada de ventos nos meses de julho e agosto. Um brinquedo que está nas mãos e tem causado muitas vítimas; as principais são os motoqueiros. Depende dos pais ou responsáveis orientar os filhos quanto os perigos a que estão sujeitos, até mesmo como potenciais vítimas de suas invenções. Quantos já se acidentaram ou até mesmo perderam a vi…

>Caxumba

Imagem
webDescrição
É uma doença comum na infância, provocada por um vírus que infecta primeiramente o sistema glandular (glândulas) e o tecido nervoso. Ocorre com mais freqüência em crianças entre 4 e 9 anos, mas pode ocorrer em qualquer idade.

Como se transmite
A transmissão se dá por contato direto de uma pessoa doente com outra sadia, através das vias respiratórias (boca, nariz). A transmissão começa uma semana antes de aparecerem os sintomas.
Complicações: As complicações são encontradas com mais freqüência em homens. As mais comuns são surdez, meningite viral, orquite (inflamação dos testículos).

Como evitar
A única forma de prevenir a caxumba é através da vacinação de todas as crianças, a partir de um ano de idade.

Atenção!!
NAS UNIDADES DE SAÚDE, A VACINA QUE PREVINE A CAXUMBA, É APLICADA AOS 15 MESES (VACINA TRÍPLICE VIRAL). NÃO DEIXE DE LEVAR AS CRIANÇAS NAS UNIDADES DE SAÚDE PARA SEREM VACINADAS.

>Banco Central monitora contas

Imagem
webÉ importante que você tenha conhecimento que suas contas bancárias estão sendo monitoradas pelo Governo.


Apelidado de Hal, o cérebro eletrônico mais poderoso de Brasília fiscalizará as contas bancárias de todos os brasileiros, trabalha sem cessar no quinto subsolo do Banco Centralum supercomputador instalado especialmente para reunir, atualizar e fiscalizar todas as contas bancárias das 182 instituições financeiras instaladas no País.

Seu nome oficial é Cadastro de Clientes do Sistema Financeiro Nacional - CCS na sigla abreviada, já apelidado de HAL. A primeira carga de informações que o computador recebeu durou quatro dias. Ao final do processo, ele havia criado nada menos que 150 milhões de diferentes pastas - uma para cada correntista do País, interligadas por CPF's e CNPJ's aos nomes dos titulares e de seus procuradores.

A cada dia, Hal acrescentará a seus arquivos cerca de um milhão de novos registros, em informações providas pelo sistema bancário. Quando o sistema se est…