25 novembro 2009

>Amor ou paixão; o que você prefere?

Imagem/webVocê já se apaixonou por alguém alguma vez? "Diz que a paixão move mundos". Ao invés de ser considerada uma emoção específica, ela pode ser entendida como um estado elevado de grande motivação centrado num objetivo particular; conquistar o parceiro (a). A pessoa apaixonada não enxerga defeitos no parceiro (a) e, aqueles que admitem que o parceiro tenha algum eles se tornam até charmosos no seu ponto de vista.

A paixão é involuntária e incontrolável seu objeto ocupa a maior parte do cérebro; a pessoa apaixonada acredita que tem a posse do parceiro (a), e isso é extremamente perigoso, a ponto de, a maioria dos crimes passionais cometidos por pessoas que diziam ser apaixonados (a) pela vítima. A paixão nada tem a ver com amor; o apaixonado (a) não tem a devida segurança e é um eterno (a) inseguro quando o assunto se refere à pessoa que é o motivo de sua paixão.

Diante de tanto perigo no que se refere a paixão, o melhor a fazer é não se apaixonar, mas encontrar o amor verdadeiro que nos dá mais ânimo, confiança e segurança. Visto por essa óptica, é possível encontrar o estado de espírito que nos dá a sensação de felicidade. Àqueles (a) que não têm uma paixão melhor rezar pra não tê-la e, encontrar o amor verdadeiro que é mais sólido e duradouro enquanto a paixão é passageira e volátil. Não vale a pena apaixonar-se. Mas pode valer amar. Que cada um encontre seu verdadeiro amor.


Boa sorte!!

14 comentários:

  1. Olá! Belos conselhos viu??
    Olha, acho que o amor é a continuidade da paixão, pois primeiro vem aquele sentimento sem limites,irresistível, que chamamos de paixão e esse mesmo sentimento com o tempo e o amadurecimento vai se tornando mais ameno, mais confiante, mais pé no chão, pois é o que chamamos de amor verdadeiro. Se não houver a transfomação, com certeza a paixão nunca existiu e sim só uma forte e incontrolável atração, nada mais. Penso assim!
    Um beijo no coração.

    ResponderExcluir
  2. Bom, cada uma com os seus encantos!
    Paixões há muitas , mas amores há poucos!
    Eu prefiro o amor que certamente nos traz mais confiança e segurança!
    Beijo,
    Judite

    ResponderExcluir
  3. Muy acertada tu entrada y es así la pasión convertida en obsesión y posesión ya no es amor, puede producir mucho dolor y hasta tragedias pasionales.
    Hay que dejarse encontrar del amor, no tomarlo por posesión.
    Un abrazo

    ResponderExcluir
  4. Olá meu querido amigo!!
    Assuntos como esses me interessam, faz parte da filosofia da vida...
    Coloca-se os dois sentimentos na
    balança, a paixão ganha. Ganha, no peso material porque é pesada de interesses, egoismo e caprichos...
    passageira, não fica por muito tempo, satisfaz o ego e se retira...
    ah, o amor, esse supera os desenganos, sente diferente, é leve e compreensivo. Não é egoista no divisível a existência, nos laços que se introduz entre si, conivência, respeito à vida... amor, igualdade de direitos, fusão de almas no prazer, no gozo, transfusão de sentimentos...
    Parece coisa da fantasia né mesmo? mas eu o vivi e ele não se acabou, apenas uma metade viajou de retorno a origem, mas esse amor persiste, pois que laços como esses, não se arrebentam, permanece, vida após vida...
    nem preciso te dizer que opto pelo amor...

    Meu carinho pra ti
    felicidades!
    bjss

    ResponderExcluir
  5. Olá, J.Araújo.
    Paixões são muitas, mas amor verdadeiro, poucos ou apenas um.
    Quando puder, dê uma passadinha nas "Entrelinhas" e pegue todos os selos que ainda não tiver, sem tarefas.
    E uma demonstração de amizade para com os amigos da nossa blogosfera.
    Beijos carinhosos

    ResponderExcluir
  6. Engraçado,passados 35 anos de convivência com o meu marido,ainda me sinto apaixonada ,amando como no início.....sinto falta dele,sinto saudades,até vejo os defeitos,porém,encontro virtudes nos defeitos como vc disse.....loucura??????sei lá!!!!!amor???/paixão????os dois??????bjcas.....

    ResponderExcluir
  7. Estou de passagem apenas para desejar um bom fim de semana.

    Vou "viajar" no fim de semana, mas deixo programado um capítulo da anita .
    Assim continuarei na companhia de todos :)))

    Fica bem.

    Beijinhos
    Mariazita

    ResponderExcluir
  8. Eu prefiro o amor mas gosto de amar e estar apaixonada ao mesmo tempo!Sinto que os dois juntos tem mais sabor.Acho que é por causa do meu jeitinho intenso de ser.rs!
    Mas sem duvidas que o amor é mais sereno,mais controlado,passa mais confiança para o outro...ao contrario da paixao que é puro descontrole!Tem que ter muito amor junto pra dar suporte!

    Delicia de assunto!

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Venho primeiro a agradeçer a tu visita no meu blog, estarei encantada de verte por alí.
    Eu acho que a diferença entre a paixäo e o amor é o tempo.
    Quando a gente é jovem, sempre é muito apaixoada em tudo o que faz.
    É como se näo soubessem calibrar bem os sentimentos, tudo se desborda, tudo é grande, forte, cheio de ímpetu.

    Com os anos, as coisas säo mais sossegadas, mais tranqüilasm mais pausadas, mas näo por isso menos intensas. Säo melhor saboreiadas.
    Um beijinho.

    ResponderExcluir
  10. A palavra paixão o passione está diretamente ligada a sofrimento. Paixão de Cristo- tempo de sofrimento profundo. A paixão pelo que ela mesmo significa precisa acabar, ninguém consegue permanecer apaixonado pois acabaria doente.
    O amor é a cura da paixão. É o remédio, o alívio, algo que resgata da dor que leva a um estado de bem estar.
    Amor se conquista aos poucos e aos poucos se solidifica. Amor é companheirismo, é amizade, é bem querer...
    A paixão é egoista, o amor solidário.
    Prefiro o amor. amor de qualquer forma: fraterno, solidário, amigo, apaixonado também.

    Obrigada pelo selo . Quanto a ser sua seguidora número cem foi apenas uma feliz coincidência, seria seguidora de qualquer maneira pois gostei muito do que escreve, da forma como pensa o mundo e como sente as ações "dessa desumanidade".
    Quanto ao selo, não sei onde
    procurar ( não encontrei), mas terei enorme prazer em postá-lo em meu blog e recomendar seu blog aos amigos, porque parafraseando você mesmo... é muito bom, de verdade.
    Abraço
    angel

    ResponderExcluir
  11. Olá "J"!!! fico feliz quando passa lá e de forma indireta me puxa a orelha, passar por aqui e visita-lo é muito bom meu amigo, são vários os motivos que andam me impedindo de estar mais próximo de todos que gosto, espero que me perdoe e compreenda, estou aqui e assim deu uma corrida geral e são muitos os temas que me apoixonam inclusive o mais recente que fala inclusive sobre o tema "paixão" me permita meio que concordar descordando, não se apaixonar que talvez não compense me parece que é mais por quem!!! ninguém carrega com sigo uma estrela na testa e pode ser fácil se deixar enganar por certas armadilhas , ainda assim se apaixonar sempre valerá a pena talavez como forma de até poder dar mais valor em certas coisas ou situações, acho que a maior das paixões deve ser pela própria vida e pelas boas coisas que nos cercam, a vida pode ser construída em coisas, fatos, projetos, sonhos, amores e até de um nada fazer quando der na telha.
    Minha proposta "J" é de pensarmos muito mais no que vale a pena do que não o valha, paixão é sempre paixão e de vez em quando se deixar levar passa a ser parte de um todo dos naturais ricos de um viver, viva a vida, viva!!!
    Araujo meu caro proponho que nos apaixonemos cada vez mais pelas boas coisas desta nossa vida e que façamos desta bandeira motivo para que outros assim o façam também como forma de tornarmos tudo que envolva a vida ainda mais apoixonante, abarço grande e obrigado pela oportunidade.

    ResponderExcluir
  12. Sinceramente, prefiro o amor,em vez da paixão...

    Fique com Deus, menino J. Araújo.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  13. Eu já falei muito sobre AMOR, andei procurando a vida toda, encontrei, perdi, encontrei de novo, e agora estou me vigiando para não ferir e sair ferida também, amar é preciso cuidar, vigiar, sempre para que a chama não se apague.

    bjs

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos ou considerados preconceituosos não serão publicados. Este espaço presa pelo respeito às diversidades, porém se mantém o direito de publicar ou não opiniões que venham a ofender a honra de qualquer pessoa que seja. De acordo com interpretações legais o administrador desse blog responde solidariamente pelos comentários aqui publicados.

Postagem em destaque

>Os vândalos e as mentiras dos nossos políticos

Uma folheada no jornal  de hoje fiquei indignado com algumas noticias. Uma delas dava conta do ataque de vândalos a dez ônibus do transp...